Diário de Bordo

Aqui ficará registado as aventuras e desventuras do meu percurso pelos mares das tecnologias... Foi com este objectivo que iniciei este diário. Hoje é mais do que um blog sobre o estudo das Tecnologias Educativas; é um registo do meu percurso de aprendizagem (de vida), onde as tecnologias continuam a ter importância. Sei que não o teria consigo manter se não fosse o seu formato digital; as interacções que aqui se estabelecem.

quarta-feira, julho 19, 2006

Hoje visitei a Biblioteca Central de Marinha e o respectivo Arquivo também.

Deparei-me lá com peças de cultura fabulosas e relíquias documentais que poucos devem saber que existem. Encontrei também um sonhador; alguém que zela por todo aquele espólio e que luta pela sua manutenção, apesar da pouca atenção que esta Unidade tem merecido nos últimos anos.

“São tempos difíceis” - vai dizendo - “e compreendo que os navios tenham prioridade sobre o passado….o orçamento não dá para tudo…” - Enquanto pronuncia estas palavras noto uma mágoa profunda que os seus olhos não conseguem esconder. “É um sonhador” - penso para comigo. Sem dúvida, é um sonhador, que quer fazer acreditar que já se resignou à realidade. “Já não me permito a desilusões!”, afirma. É um direito que lhe assiste, mas a mim não me convence. Uma vez sonhador, sonhador para sempre, embora ainda que por trâmites diferentes.

A não realização de sonhos são partidas muito duras, que a vida nos prega sem nos avisar. Magoa-nos, mas fortalecem-nos igualmente! Protegermo-nos dessa realidade nua e crua é natural, mas quem deveras sonha e tem ambições de chegar mais longe nunca deixa de o fazer…
Os sonhos não hão-de nunca acabar, apenas se alteram consoante a vida.

“Without leaps of imagination, or dreaming, we lose the excitement of possibilities. Dreaming, after all, is a form of planning.” Gloria Steinem:

1 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial